Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A nómada gulosa

Um blog de crónicas viajeiras e com tendências epicuristas

A nómada gulosa

Um blog de crónicas viajeiras e com tendências epicuristas

Beija-me Burro!

GLQB4927.jpg

 

Desde o primeiro trimestre deste ano, Oeiras conta com mais um restaurante de petiscos.

O Beija-me Burro! encontra-se instalado numa zona recente do concelho, entre o moinho das Antas e a Biblioteca de Oeiras, apresentando uma decoração moderna e sóbria. Este restaurante com inusitado nome propõe uma lista de propostas mais petisqueiras e outras mais substanciais, mas todas elas chamam a atenção.

Para entradas, a escolha recaiu no pesto de favas com morcela crocante e no creme de chouriço mouro com chips de nabo, devidamente acompanhados de sortido de pães, a que se juntou uma macia manteiga condimentada com malagueta vermelha. A combinação do sabor pungente da fava casa na perfeição com o sabor da morcela e o pesto era macio e aveludado.

WMQK7799.jpgIDYI5969.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No item “As nossas frigideiras”, a opção foi o ovo escalfado com tiras de lulinhas grelhadas e creme de cogumelos e a trufas de alheira de caça com esparregado de brócolos. As lulas estavam tenras e combinaram na perfeição com o creme de cogumelos. Aliás, este capítulo oferece igualmente outras escolhas igualmente interessantes: picapau de acém de com molho de vinho tinto e crivando e a frigideira de enchidos assados com molho picante.

Mas se o estômago pedir alimento de maior sustança, no capítulo “O talho” pode-se encontrar piano assado com mel e alecrim assim como bife de acém grelhado com ervas aromáticas

E para fechar com chave de ouro, em matéria doceira a seleção foi uma refrescante panna cotta de hortelã com coulis de framboesa e um pudim de abade de priscos acompanhado de gelado de limão e manjericão, que permitiu aligeirar esta clássica sobremesa do receituário português. 

Apesar de existir uma carta diversificada de vinhos, e quase toda ela com opção de serviço a copo, o calor pedia uma sangria e para a mesa veio um jarro de sangria branca, fresca e frutada.

Enfim, o Beija-me Burro! prima pelo carácter invulgar da sua carta e merece outra visita.

http://www.beija-me-burro.pt/