Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A nómada gulosa

Um blog de crónicas viajeiras e com tendências epicuristas

A nómada gulosa

Um blog de crónicas viajeiras e com tendências epicuristas

Bons sonhos no Mosteiro de Tibães

É provavelmente, ainda, um facto pouco conhecido, que além de se poder visitar o Mosteiro de São Martinho de Tibães, também se pode lá dormir. Até o taxista que me trouxe de Braga até lá não o sabia. Mas comecemos pelo princípio.

IMG_2329.JPG

IMG_2338.JPG

IMG_2325.JPG

Fundado nos finais do século XI, tornar-se-ia em 1567 a casa-mãe da Congregação de S. Bento de Portugal e do Brasil, elevando-o a um patamar de influência e importância ímpares. É neste contexto que o velho mosteiro românico é ofuscado e que extensas campanhas de reedificação e ampliação são empreendidas entre os séculos XVII e XVIII, imprimindo marcas maneiristas, barrocas e de rococó.

IMG_2292.JPG

IMG_2293.JPG

IMG_2294.JPG

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG_2297.JPG

IMG_2298.JPG

IMG_2299.JPG

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com a extinção das ordens religiosas em Portugal, o mosteiro é encerrado em 1833/34 e os seus bens inventariados e vendidos. A este respeito importa referir que, à época, a biblioteca teria cerca de 26 mil a 28 mil volumes e que cerca de 60 anos antes o mosteiro havia pedido autorização para ter obras proibidas pelo Index. Embora nem todos os monges a elas tivessem acesso, pode-se dizer que a semente iluminista tinha condições para germinar.

 

IMG_2309.JPG

IMG_2311.JPG

IMG_2316.JPG

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG_2318.JPG

IMG_2321.JPG

IMG_2326.JPG

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Adquirido pelo Estado Português em 1986, vazio e em estado avançado de degradação, inicia-se a sua recuperação e preservação. As obras efetuadas até à data restituíram a este monumento todo seu esplendor e magnificência, dotando-o em 2009 de uma hospedaria e um restaurante geridos pelas freiras da Família Missionária Donum Dei. O projecto de arquitectura, da responsabilidade de José Carlos dos Santos, com linhas singelas e contemporâneas, fundiu-se no espaço e espírito deste local, disponibilizando 9 quartos (6 duplos e 3 singles).

IMG_2328.JPG

IMG_2332.JPG

IMG_2333.JPG

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG_2335.JPG

IMG_2337.JPG

IMG_2339.JPG

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

É, pois, nesta atmosfera que se pernoita no Mosteiro de Tibães, num misto de silêncio, recolhimento e paz.

IMG_2346.JPG

IMG_2358.JPG

IMG_2360.JPG

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

http://mosteirodetibaes.org/default.aspx

http://www.hospedariatibaes.com/index.html