Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A nómada gulosa

Um blog de crónicas viajeiras e com tendências epicuristas

A nómada gulosa

Um blog de crónicas viajeiras e com tendências epicuristas

Como é ser chef de um chefe de Estado?

chefs_des_chefs.jpgComo é ser chef de um chefe de Estado? Como se é recrutado para a esta função? Quais os pratos preferidos da rainha de Inglaterra ou de Jacques Chirac? Estas e outras questões têm resposta no livro «Chefs des Chefs» de Gilles Bragard e Christian Roudaut, das Editions du Moment.

Neste livro podemos ficar a par de muitos faits-divers e histórias curiosas acerca destes profissionais que não tendo propriamente estrelas no Guia Michelin, desempenham um papel relevante nas residências oficiais dos chefes de Estado. Desde as paranoias alimentares da guerra fria, à influência crescente do bio e do locavorism nas cozinhas dos poderosos deste mundo, às extravagâncias dos ditadores, é possível fazer um retrato ligeiro dos corredores do poder através desta obra.

Uma das histórias deliciosas que consta deste livro é a do diplomata Talleyrand, chefe da delegação francesa no Congresso de Viena que pretendendo recolocar no epicentro das nações influentes a França vencida e subjugada, viaja com o melhor chef à época, Antoine Carême, com vista a «seduzir» as potências vencedoras. Enfim, um verdadeiro praticante da «gastrodiplomacia» como o atesta a frase que lhe é atribuída: «Donnez-moi de bons cuisiniers, je vous ferai de bons traités».