Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A nómada gulosa

Um blog de crónicas viajeiras e com tendências epicuristas

A nómada gulosa

Um blog de crónicas viajeiras e com tendências epicuristas

Palácio de Queluz, um palácio discreto e recôndito

Entre prédios e o IC 19, esconde-se um palácio azul, objecto de restauro recente e feliz, que em dias soalheiros, resplandece entre cuidados e aprazíveis jardins. Entre Sintra e Lisboa ergue-se, assim, um dos mais importantes e notáveis exemplos de arquitectura palaciana do nosso país, palco de eventos mundanos e de episódios históricos da corte portuguesa do final do século XVIII e do princípio do século XIX.

IMG_1383.jpg

IMG_1388.jpg

IMG_1389.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG_1395.jpg

IMG_1396.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG_1397.jpg

IMG_1399.jpg

IMG_1403.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Inicialmente concebido como residência de verão, torna-se espaço privilegiado de lazer e entretenimento da família real, que o habita em permanência de 1794 até à partida para o Brasil, em 1807, aquando das invasões francesas. Nele também estanciaram D. Miguel e D. Pedro IV durante a guerra fratricida em que o reino esteve envolvido.

Por seu turno, os vários espaços verdes, pontuados por estatuária inspirada na mitologia clássica, fazem a ponte com os espaços interiores do Palácio e como que constituem uma continuação destes.

O Palácio de Queluz constitui, pois, um cenário de conto de fadas!

IMG_1405.jpg

IMG_1406.jpg

IMG_1407.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG_1408.jpg

IMG_1409.jpg

IMG_1413.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG_1416.jpg

IMG_1418.jpg

IMG_1420.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG_1424.jpg

IMG_1426.jpg

IMG_1430.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG_1434.jpg

IMG_1437.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

https://www.parquesdesintra.pt/parques-jardins-e-monumentos/palacio-nacional-e-jardins-de-queluz/